Topo

Paris é conhecida pela sua beleza, seu romantismo, pela quantidade de atrações culturais e pela sua gastronomia. Mas um fator que assusta muitos turistas é a sua fama de ser cara.

Mas calma, que o preço não deve ser um motivo para cortar a Cidade-Luz do seu roteiro. Existem diversas maneiras de economizar em Paris e ainda assim ter uma experiência incrível! Para isso, é preciso ter bastante disposição, pesquisar muito e principalmente, se organizar.

Para te ajudar, trouxemos 7 dicas infalíveis de como economizar em Paris e ainda assim aproveitar bastante.

Como economizar em Paris

Está planejando uma viagem para Paris? Aproveite para ver o nosso guia gratuito de Paris, com várias informações e dicas sobre a cidade!

Como economizar em Paris

1. Vá com muita disposição para andar:

Uma das melhores formas de aproveitar a cidade é simplesmente andar por suas ruas, sem rumo e aproveitando todas as suas paisagens. O legal é que essa é uma excelente forma de economizar em Paris. Dessa forma, você poupa vários euros com metrô ou transporte por aplicativo e de quebra ainda encontra diversas atrações inesperadas.

Lá também tem várias bicicletas e patinetes para alugar. Essa é uma forma divertida e econômica de explorar a cidade com um pouco mais de rapidez, mas sem perder de vista sua arquitetura exuberante.

Uma caminhada da Catedral de Notre Dame até o Arco do Triunfo tem cerca de 5km, mas não se assuste com as quilometragens, há várias praças, monumentos, padarias, lojas no caminho, aproveite para ir apreciando tudo e curtindo o seu passeio. Deixe para comprar tíquetes avulsos de metrô quando for andar para partes mais distantes.

Preços de passagens de metrô em Paris:

  • Bilhete simples: 1,70€
  • Combo 12 bilhetes: 12,70€

Atenção: jamais esqueça de validar os bilhetes! As multas são muito salgadas e eles estão sempre alertas! Na dúvida, pergunte.

Preço de aluguel de bicicleta:

  • Cartão: 1,70€
  • Primeira meia-hora: grátis
  • Terceira meia-hora: 2,00€
  • Quarta meia-hora em diante: 4,00€ por 30 minutos

Monumentos que podem ser vistos a pé:

  • Les Invalides e Pont Alexandre III
  • Praça da Concórdia
  • Arco do Triunfo
  • Praça da Bastilha
  • Catedral de Notre-Dame
  • Torre Eiffel
  • Barquinho charmosos no Rio Sena
  • Cafés charmosos
  • Uma rua mais linda que a outra
  • Le Pompidou
  • Les Jardins de Tuilleres
  • Os Jardins e pirâmides do Louvre
  • Inúmeros carrosséis espalhados pela cidade
  • Avenida Champs-Elysées
  • Hôtel de Ville
  • Basílica de Sacre-Coeur
  • Moulin Rouge

2. Economize na hospedagem:

Uma forma de economizar em Paris é optar por uma hospedagem mais barata. Isso porque os gastos com hotel representam uma parcela significativa do preço da sua viagem.

Sendo assim, eu sugiro que antes de procurar qualquer lugar para hospedagem você faça uma lista com todas as atrações de seu interesse e ver se compensa escolher uma em um local estratégico próximo delas. Caso não compense, busque por um local seguro e próximo de estações de metrô ou ônibus. Às vezes o gasto com transporte é menor do que o custo final com a hospedagem.

Outra dica: pesquise MUITO antes de fechar qualquer hospedagem. Os preços variam a cada dia, promoções surgem de uma hora para outra. Tente usar as datas flexíveis a seu favor e também o recurso de cancelamento gratuito.

Sugestões econômicas de hostel:

Esse é o tipo de acomodação que une o útil ao agradável. Você economiza, se hospeda em um lugar descontraído e, de quebra, ainda tem a oportunidade de conhecer pessoas de várias partes do mundo. Os hostels na Europa em geral são bem organizados, e alguns até incluem o café da manhã em seu preço, e geralmente eles são super bem localizados.

Sugestão de Hotéis:

Geralmente, os hotéis mais afastados do centro costumam ser mais baratos. Existem algumas opções que oferecem um bom serviço e um preço em conta, separei algumas opções abaixo:

Sugestão de acomodações no Airbnb:

Os apartamentos oferecidos na plataforma são seguros e, muitas vezes, os preços são bem melhores do que hotéis. O Airbnb permite você pode alugar uma acomodação inteira para você ou um quarto na casa de alguém. Além disso, você provavelmente estará localizado em uma região residencial e viverá como um local por alguns dias. Caso esta seja a sua primeira reserva com o Airbnb, recomendo ler o post como funciona o Airbnb para tirar todas as suas dúvidas e ganhar um desconto!

Está planejando uma viagem para Paris? Aproveite para ver o nosso guia gratuito de Paris, com várias informações sobre hospedagem e dicas sobre a cidade!

3. Abuse das atrações gratuitas:

É claro que para economizar em Paris todo planejamento será bem vindo. Então, saber os dias que você estará na cidade será crucial para aproveitar o máximo das atrações gratuitas (e dependendo das que você escolher, pode acabar nem sentindo falta de outras atrações mais caras).

Tradicionalmente no primeiro domingo do mês grande parte dos museus de Paris são gratuitos, então você pode tentar incluir essa data no seu roteiro e colocar um ou dois museus que te interessem mais. Contudo, em Paris há museus que são gratuitos sempre, além de outras atrações culturais. Podem ser uma boa forma de aproveitar intensamente a cidade de forma bastante econômica.

Dica: chegue cedo para evitar perder o dia nas filas e pesquise nos sites dos museus se precisa de alguma reserva com antecedência.

Atrações gratuitas:

  • Free Walking Tour
  • Jardins du Luxemborg
  • Jardins des Plantes
  • Parc Monceau
  • Jardins du Palais Royal

Museus gratuitos:

  • Maison Victor Hugo
  • Maison de Balzac
  • Museu da Vida Romântica
  • Petit Palais
  • Museu Bourdelle
  • Museu Curie
  • Museu Édith Piaf
  • Museu do Ar e do Espaço

Museus gratuitos aos Domingos:

  • Museu Rodin (de Outubro a Março)
  • Orangerie
  • Museu D’Orsay
  • Panteão (de Novembro a Março)
  • Centro Pompidou
  • Museu Picasso
  • Museus da Idade Média – Termas de Cluny

Não sabe o que visitar em Paris? Veja o nosso roteiro gratuito em Paris, com várias informações e mapa da cidade!

4. Aproveite todos os descontos a que tem direito:

O que muitas pessoas não sabem é que durante a viagem é possível obter alguns descontos exclusivos ou até mesmo dinheiro de volta no final da viagem. Abaixo destacamos as formas mais comuns:

Carteira internacional do Estudante:
Recomendo que ao começar o planejamento para a sua viagem já solicite a Carteira Internacional do Estudante, da ISIC. Atente-se à validade (elas costumam vencer em março).

Esta carteirinha vale como documento com foto (assim o passaporte pode permanecer na doleira ou em algum local seguro durante o passeio e a carteirinha ficar como o documento de fácil acesso) e ela permite diversos descontos:

  • Descontos em museus e atrações culturais
  • Descontos em compras
  • Descontos em restaurantes
  • Descontos em passagens de ônibus
  • Descontos em passeios

Atenção: lembre-se sempre de olhar o site da ISIC em Paris para poder utilizar os descontos. E também compare com preços de outras empresas para saber se o desconto realmente compensa.

Détaxe:
Não residentes da União Europeia têm direito a devolução dos impostos embutidos em uma mercadoria. Para que você possa obter o desconto, as compras realizadas em uma mesma loja, no mesmo dia, devem totalizar 175 euros, no mínimo. Nunca se esqueça de avisar a loja que deseja realizar o détaxe.

Para isso, tenha o passaporte original em mãos. O funcionário da loja te entregará o formulário, que deverá ser apresentado na alfândega (já no aeroporto), juntamente com o produto comprado. E aí você recebe os seus impostos de volta. O reembolso é de 12%.

5. Economize com comida (mas não passe fome):

Comer em Paris pode ser bem caro caso você faça a conversão Euro para Real.Mas não se desespere. É possível se deliciar com a gastronomia francesa e ainda economizar em Paris.

Uma dica é se afastar alguns quarteirões de grandes atrações turísticas, como a Torre Eiffel, Catedral de Notre-Dame e Arco do Triunfo. O bom é que Paris possui diversas ruas charmosas, pelas quais você pode se aventurar e encontrar um delicioso Cafè ou uma boulangerie muito típica.

Além disso, a água da torneira é potável! Não tenha vergonha de despertar seu lado muquirana e pedir água da torneira em bares e restaurantes. Ah, se comprar uma garrafinha de água em algum restaurante, lembre-se de guardar o recipiente para enchê-lo em fontes espalhadas pela cidade.

Restaurantes baratos:

Apesar de ser um lugar caro, em Paris existem muitos lugares bons e baratos para se comer, como por exemplo:

  • La Crêperie
  • La Grotte de Chypre
  • Les Freres Bretons

Quer mais opções de restaurantes baratos? Temos um artigo completo com sugestões de onde comer barato em Paris.

Fast-food:

As redes de fast-food internacionais oferecem combo completos por poucos euros (e você ainda pode aproveitar para usar o banheiro) Não será nada mau passar um dia comendo deliciosos pães parisienses, ou crepes, ou quaisquer outros lanches rápidos enquanto caminha e aproveita a cidade. Aliás, depois que prová-los, duvido que queira comer qualquer outra coisa.

Supermercados:

Os supermercados vendem refeições e lanches prontos a diversos preços, alguns dispõem até mesmo de microondas para esquentar a comida. Uma excelente pedida para viver uma experiência autêntica é comprar queijos, vinhos, pães e alguns lanchinhos, e fazer um piquenique em algum dos inúmeros parques ou até mesmo no Trocadéro, admirando a belíssima Torre Eiffel ao pôr-do-sol.

6. Pague em espécie:

Pagar em espécie é uma forma de economizar em Paris. O IOF cobrado sobre o cartão de crédito costuma ser de 6,38%, enquanto o imposto sobre o dinheiro é de 1,1%. Já o cartão pré-pago tem uma tarifa de 6,38%, igual ao do cartão de crédito, porém essa taxa é cobrada no momento em que você coloca dinheiro nele.

Além disso, você não sabe como estará o câmbio na data de fechamento de sua fatura (alguns bancos até garantem a taxa da cotação do dia, mas aí você tem que ter sorte de a cotação estar muito mais baixa para compensar o IOF, o que nem sempre ocorre).

Deixe o cartão de crédito apenas para emergências.

7. Economize com seguro de saúde:

O seguro saúde é um documento obrigatório para qualquer um que queira entrar em algum país pertencente ao Tratado Schengen. Sem esse documento sua entrada pode ser barada, pois é uma exigência dos órgãos reguladores.

Mesmo que não fosse obrigatório, seria aconselhável a contratação de uma cobertura como essa, visto que imprevistos acontecem o tempo inteiro e gastos com saúde são sempre inesperados. Nesses casos, é sempre bom prevenir que remediar.

Então, contratar uma boa cobertura (pelo menos 30.000 euros), com uma companhia confiável e a um preço acessível é fundamental.

Companhia do cartão de crédito:

Converse com sua companhia de cartão de crédito. Descubra se ele te dá direito a seguro viagem internacional. Muita gente tem direito a isso (e inúmeros outros descontos em viagens e nunca usou porque não sabe). Isso vai te poupar uma grana. Em geral, cartão de crédito Platinum e Black costumam oferecer esses serviços. Mas tudo depende do seu perfil de cliente. Às vezes chorando no banco, você consegue.

Lembre-se: as passagens precisam ser compradas no mesmo cartão que vai emitir o Seguro Viagem!

Seguros Promo:

Caso seu cartão de crédito não tenha essas regalias todas, sem problemas. Existe um site chamado Seguros Promo. Ele compara os preços de diversas agências e as suas respectivas coberturas. Dessa forma, você consegue poupar umas horinhas de pesquisa e encontrar o melhor preço.

Não sabe o que é a Seguros Promo? Recomendamos acessar o artigo onde explicamos tudo sobre a Seguros Promo: como funciona, é confiável, vale a pena?.

Aproveitem a parceria entre a Seguros Promo e o Visita Aí para os leitores do blog! É possível utilizar um cupom de desconto no seguro viagem para deixar sua viagem ainda mais barata!

  1. Acesse o site da Seguros Promo
  2. Aplique o cupom de desconto: VISITAAI5

Vale lembrar que caso você utilize o cupom de desconto e também faça o pagamento por boleto bancário (5% de desconto), o total do desconto é acumulativo, ou seja, você consegue somar o valor dos dois descontos! Mas se você optar por pagamento pelo cartão de crédito, é possível parcelar sua compra em até 12 vezes sem juros!

Essas foram as principais dicas de como economizar em Paris. Se você tem mais alguma dica legal para compartilhar com a gente, não esquece de deixar nos comentários.

Lembre-se sempre que até Paris pode caber no seu bolso com planejamento adequado. Continua acompanhando a gente por aqui, porque terão muito mais dicas como essas.


Quer viajar sem stress? Confira as dicas abaixo:
• Reserve o seu hotel com antecedência através do Booking
• Consigo os melhores preços para alugar carro na Rent Cars
• Viaje para fora do Brasil com internet 4G
• Compre ingressos para passeios no mundo todo pela WePlann

Lívia Santana tem 25 anos e carrega em si a vontade de conhecer pessoalmente todos os lugares que visitou nos livros que tanto ama.

postar o comentário